DPVAT: para que serve?

O seguro obrigatório é cobrado todo ano para os proprietários de veículos no Brasil, sendo emitido especificamente pelo Detran de cada estado, pelo Departamento Estadual de Trânsito, quando descrito por extenso.

Chamado curtamente de DPVAT, o seu nome completo é Seguro de Danos Pessoais causados por Veículos Automotores de Via Terrestre. Ele pode ser pago de duas formas mais comuns: em uma parcela do IPVA ou por meio da cota única.

É necessário realizar o seu pagamento dentro da data pré estabelecido, isto porque caso você não faça esse pagamento, será necessário arcar com todos os custos de um possível acidente ou até morte, sozinho. O que pode ficar bem mais caro do que você imagina, principalmente quando envolve indenização da família.

Ou seja, caso você esteja com o seu DPVAT um dia atrasado,você já estará fora da proteção do programa, por isso, procure realizar o pagamento dentro do esperado pelo Detran do seu estado.

O DPVAT foi criado no ano de 1974 de modo que qualquer pessoa que esteja envolvido em um acidente de trânsito, sendo motorista, pedestre, motoqueiro ou qualquer categoria que esteja utilizando a rua -,esteja protegido e indenizado, de acordo com as consequências.

O seguro faz cobertura quando há registro de mortes,invalidez dos acidentados. Tudo isso cobre os valores de indenização e também de custos médicos, que podem se iniciar em 2,7 mil reais e subir ao máximo de 13,5 mil reais.

Por isso, se você possui dúvidas sobre a questão do seu DPVAT estar em dia ou não, é super indicado que vá atrás dessas informações,ainda mais porque as consequências e valores em casos mais sérios de acidentes,podem ser muito mais grave do que se imagina.

Outro ponto positivo, é que o DPVAT não costuma ser um imposto muito caro: para veículos automotores comuns, ele não costuma passar de 50 reais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *