Tipos de Travesseiro. Conheça os tipos de travesseiros

 

Quem nunca foi ao mercado, ou loja especializada, e se deparou com uma infinidade de tipos de travesseiros e se perguntou: “Qual a diferença entre esses travesseiros?” Esse questionamento é muito comum entre nós, por isso, o site preparou um post especial falando sobre alguns desses tipos de travesseiros que encontramos à venda. Confira abaixo cada um deles:
Travesseiros de espuma compacta ou poliuretano – não cede facilmente ao peso da cabeça, por isso, não varia a altura do travesseiro durante a noite. É pouco macio.
Travesseiros de flocos de espuma – os espaços entre os pedaços de espuma os deixam mais macio. Entretanto, os flocos soltos podem se deslocar para os cantos da fronha durante a noite.

Travesseiros de espuma viscoelástica ou “Travesseiro da Nasa” – é um tipo de espuma de última geração, que se adapta ao contorno e à temperatura do corpo, facilitando a circulação sanguínea e prevenindo dores musculares. A sensação é de estar deitado com a cabeça sobre uma nuvem, pois não há pressão contrária da espuma.
Travesseiros espuma látex – este material recebe tratamento antiácaro e, por ter uma estrutura perfurada, favorece a ventilação do travesseiro. Confortável, ele dispõe de apoio ideal para todas as posições. Entretanto, como é de “borracha”, exerce pressão contrária ao peso da cabeça, o que pode significar dores na cervical quando a pessoa costuma mexer-se na cama durante a noite.
Travesseiros de plumas e penas de ganso– estes são os modelos mais macios, moldáveis e leves de travesseiro. Eles se ajustam facilmente ao formato da cabeça e costumam estar presente nos ambientes mais sofisticados. Por outro lado são os que mais acumulam fungos, ácaros e bactérias, além de não serem estruturados o suficiente para alinhar a cervical com o tronco quando estamos deitados de lado (posição mais comum). Se sua opção for essa, troque-os com muita frequência.
Travesseiros de fibra e microfibra – também conhecido como pluma sintética de poliéster siliconada, é um material bem flexível e por ser sintético pode gerar calor em demasia, bem como reações dermatológicas. Fique atento quanto a este tipo de travesseiro.
Travesseiro de ervas  utilizado pelos adeptos da aromaterapia, acredita-se que um travesseiro com ervas pode melhorar a qualidade do sono. O alecrim amenizaria dores de cabeça. A camomila seria tranquilizante e a macela combateria a insônia. Porém, fique atento: não há qualquer comprovação destes efeitos, senão quanto ao perfume em si. Pessoas alérgicas devem evitar este tipo de travesseiro. Além disso, não oferecem sustentação correta à coluna cervical, pois as ervas se movem para as laterais do travesseiro e deixam a cabeça em má posição durante o sono.
Então, gostou das dicas sobre os tipos de travesseiros? Escolheu o seu? Já utiliza algum desses? Compartilhe suas experiências com o site e com os leitores.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *